Degustação: Premium Wines

Na última quarta-feira (19) estive na Excelência Vinhos, distribuidora na região de Campinas, a convite dos amigos Valter, Silnei e Ana, para uma degustação de vinhos da Premium Wines, importadora de Belo Horizonte que meus amigos representam.

Foi um final de tarde e início de noite muito agradável, o mundo do vinho tem essa qualidade fantástica. Oportunidade para rever amigos e conhecer novas pessoas. E ainda beber pudemos vinhos da Premium! Esta importadora, pra mim, sempre foi sinônimo de qualidade, traz excelentes vinhos, especialmente da Nova Zelândia, França e Chile. Que continuem assim. Tive o prazer de conhecer a Jussara, com a qual já tinha comprado via net (e-mail) os fantásticos Chateauneuf de Pape Font de Michelle 2004 e Chateauneuf de Pape Blanc Clos des Papes 2006.

Foram apresentados dez vinhos, três brancos e sete tintos. Sendo três franceses, três chilenos, dois neozalandeses e dois argentinos. Gostaría aqui de explanar sobre os dez, mas ficaría cansativo, portanto vou passar por quatro deles. Mas quero dizer que, se pudesse, compraría uma caixa de cada um dos dez vinhos!

Primeiramente um branco, neozalandês, Jackson Estate Sauvignon Blanc 2006. Quando compro um Sauvignon Blanc sempre opto pela safra mais recente, porque a principal característica dessa uva é a acidez, ou seja com o tempo um sauvignon blanc perde sua principal característica. Não é o caso desse! O vinho ainda estava com muito frescor (consequência da boa acidez), maravilhoso. Os aromas de frutas cítricas e a marca registrada da Nova Zelândia, um aroma não muito agradável, que é conhecido no meio por "pipi de chat" ou em português claro: xixi de gato! Não se assutem, essa, digamos, sudorese que encontramos não atrapalha. Na boca um frescor marcante, com bom equilíbrio e final pronunciado. Vamos aos tintos?

Pois não! Primeiramente o Mil Piedras Malbec 2006, argentino, diferente do que estamos acostumados, este Malbec não preza pela potência, mas sim pela elegância. Os aromas remetem a frutas mais passadas e muita madeira, couro, baunilha, etc. Na boca temos boa acidez, taninos finos, álcool equilibrado e corpo médio. Essa última característica que faz deste Malbec tão diferente. Percebemos que esta uva é versátil e talvez, pelo pouco que conheço, essa versatilidade não esteja sendo tão trabalhada.

Seguindo em frente chegamos ao chileno Falernia Syrah 2006, vinho do Valle del Elqui, já ouviu falar do Valle del Elqui? Região chilena tradicional na produção de uvas brancas para o Pisco. Esta região é semidesértica, com boa variação de microclimas e diversidade geográfica; Oceano Pacífico de um lado, Cordilheira dos Andes do outro e "acima" o deserto do Atacama. a Viña Falernia foi fundada em 1998. Mas... e o vinho? Ah! Rubí escuro, chorão e com aromas de frutas frescas e especiarias. Na boca potência e equilíbrio. Carga tânica elevada porém fina. Final para lá de satisfatório.

Finalmente outro chileno, o Casa Rivas Maria Pinto Estate Syrah/Cabertnet Sauvignon 2003. Foi o que mais me agradou. 55% de Syrah e 45% de Cabernet, 12 meses de carvalho francês, oriundo do Valle del Maipo. Após quase seis anos de sua colheita apresenta uma cor rubí com reflexos violáceos e halo aquoso inexistente. Com grande complexidade aromática, destaque para a goiabada! É... quando alguém me disse que um vinho podería ter este aroma, eu também achei que era um placebo. Ainda bem que o Casa Rivas acabou comigo, porque este aroma é delicioso! Na boca grande estrutura e equilibrada, muitos taninos doces e gentis, a boca fica aveludada! E o final? Ainda posso sentir... longo, duradouro... Acho que pode ficar um bom tempo na garrafa ainda, até mesmo uma década. Resultado: comprei duas garrafas!

Gostaría de agradecer mais uma vez a Excelência Vinhos por me fazer este convite. Valeu muito! Esperarei por outros, mas sem a menor pressa.

A Excelência trabalha com os portugueses do Esporão e a Quinta do Crasto, os chilenos Tarapacá, Ventisquero e os surpreendentes Anakena, os argentinos da Alta Vista, os sulafricanos da Out of Africa dentre tantos outros rótulos de destaque e reconhecida qualidade, ao todo são dez importadores que representam. E ainda tem alguns dos melhores azeites de oliva que já provei.

Vale a ligação, pois são de longe o melhor atendimento que já tive em Campinas e região. Converse com a Ana: 19 3294-9594.

Forte Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!