Jantar x Torrontés

Na sexta que passou recebí os casais de amigos Alexandre e Vanessa e Fernando e Marcelle para uma animada noite de bate-papo e uma jantar. O combinado era trazermos garrafas de Torrontés para conhecermos melhor esta uva.

O Fernando, todo atrapalhado, não encontou o vinho e chegou atrasado, paciência... risos, tivemos que iniciar as atividades com um Viña Costeira 2007, já comentado aqui no blog, excelente vinho espanhol. Acompanhou os petiscos.

Segumos então para as entradas. Fiz camarão na manteiga ao molho de laranja. Fica muito bom, é só refogar os camarões na manteiga, depois de pronto reserve-os, acrescente mais manteiga na frigideira e faça o molho de laranja. Cozinho razoavelmente bem, a Val não tem me batido mais com o pau de macarrão, então estou mais seguro em afirmar tal frase... risos.

Como o prato tem um lado cítrico bem interessante harmonizei com o Alta Vista Premium Torrontés 2007, que é um espetáculo de frescor e sabor. O Alexandre gostou muito do vinho, realmente este Alta Vista foi a estrela da noite.

Seguimos para o prato principal Filet's de Linguado recheados com palmito. Assado no forno esse é um prato bem leve com a cara do nosso verão. Em que pese o Alamos Torrontés 2007 não ser do mesmo nível do Alta Vista, por ter um frescor menor, mas com um caráter floral mais acentuado, este vinho leve harmonizou brilhantemente com o prato. Ficou muito gostoso.

Por fim a Val preparou um Mousse de Maracujá com calda de chocolate que acompanhamos com um Avondale Late Harvest 2006, vinho de sobremesa correto e gostoso, ressaltando que o açúcar estava na medida, sem excessos, este vinho é equilibrado e com retrogosto de mel bem acentuado, muito prazeroso.

Forte Abraço!

5 comentários:

  1. Foi tudo um espetáculo meu amigo..
    a comida, o vinho e as risadas.

    espero que venham outras!

    abs!

    ResponderExcluir
  2. Olá Cristiano,

    Perfeito jantar.

    Realmente compartilho o seu gosto pelo Alta Vista Premium Torrontés 2007, belíssimo vinho desta cepa. Crios da Suzana Balbo tb não decepciona.

    A última harmonização com essa uva foi com um camarão crocante com gergelim e molha de maracujá.
    Sou fã antigo dessa uva, como ela consegue ser aromática e leve no gustativo.

    Na argentina, há três espécies dessa uva, mas a que realmente surpreende é a torrontés riojana que é mais aromática.

    Abraço,

    Jr

    ResponderExcluir
  3. Alexandre,

    li próximo??? Quando???

    O q vai ser agora??? Malbec? Cabernet Sauvignon??? Pinot Noir??? Viognier???

    Jr,

    A Torrontés é uma uva muito delicada e difícil. Tenho certeza que o amigo já bebeu algum vinho de Torrontés que decepcionou, eu tbém.

    Mas essa leveza e citricidade no sabor que ela tem, me encantam. Além de fazer um par perfeito com molhos a base de frutas cítricas (limão, laranja, maracujá, morango, framboesa,etc). E eu goso pouco dessas combinações...

    Venha sempre e participe sempre também! O Crios será comprado e degustado!

    Forte Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Olá Cristiano, feliz 2009 pra você também! Estou viajando um pouco, por isso a demora em responder e a falta de atividade no meu blog. Mas vou colocar o assunto em dia...

    Descobri que temos um colega em comum, o Ricardo Moraes. Ele comentou que vc é o 'sommelier' pessoal dele, hehe. Precisa cobrar honorários dele! :)

    Abraço,
    Gabriel

    ResponderExcluir
  5. Confrades,

    No dia 1º de fevereiro serão postados os comentários do 25º vinho da “Confraria Brasileira de Enoblogs”, o MICHEL TORINO PINOT NOIR 2007.

    Tenho uma “proposta irrecusável” para todos, nos moldes do que fizemos em dezembro com a indicação do ESPUMANTE.

    Eis a proposta:

    - postagem em 15 de fevereiro de um ROSÉ para o verão dos leitores.

    - faixa de preços: ATÉ $25.

    - será o 26º vinho da CBE.

    Saúde a todos.

    ResponderExcluir

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!