Homenagem a Ângelo Salton

Durante a semana que passou muitas e justas homenagens foram feitas ao presidente da Salton, infelizmente em virtude de seu falecimento. Estou no mundo do vinho há pouco mais de um ano e não tive a oportunidade de conhecer o Sr Ângelo Salton, mas agradeço pelo empenho no fomento do mercado vinícola brasileiro.

Mais imbuído do que eu pelo desejo de homenagear a Salton e sue presidente, o Alexandre (Diário de Baco), sempre ele, me convidou a abrirmos os ícones da vinícola num jantar, imagine se eu fui capaz de pensar em recusar, o que de melhor poderíamos fazer?

Assim tivemos na mesa ontem acompanhando o Filet Mignon a Sauce Chasseur um Desejo 2005 e um Talento 2004. Dois bons vinhos, redondos e equilibrados, com a fruta e a madeira bem integradas. Vinhos que sempre serão boas companhias para a comida, especialmente carnes vermelhas mais leves como o filet mignon.

O Talento tem mais corpo e um potencial de envelhecimento maior, deve ser mais longevo, os reflexos violáceos de sua cor rubí eram mais profundos além de tingir a taça e depósitos sólidos ficarem no fundo da mesma. Este vinho suporta melhor o acréscimo de molhos e condimentos mais fortes ao prato, achei ele mais gastronômico.

Já o Desejo por sua vez é a expressão do terroir da Serra, frutado e extremamente gentil quando falamos de taninos, tem corpo médio e pede carnes grelhadas para acompanhar, seus nuances aromáticos ressaltam as frutas negras mais doces lembrando as geléias. Aves bem temperadas podem ser outra boa opção de harmonização.

Um brinde a Ângelo Salton!

Forte Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!