Especial Chile: Santiago e Cultura

Bom, viajei ao Chile entre 13 e 19 de março, uma semana que passou rápido e de forma festiva e prazerosa. Mas antes de chegar a vislumbrante vista da Cordilheira dos Andes, que segundo o Péricles "é rocha pura!".
A programação trazía um city tour, uma passagem por Viña del Mar e 06 vinícolas. Nos instalamos no Hotel Torremayor localizado na Providência, bairro de bom nivel e muito arborizado.
Algumas coisas chamaram a atenção no Chile, primeiro percebe-se claramente que é um país próspero, muito em função das minas de cobre, sua maior riqueza. Um povo de bom nível cultural e muitíssimo educado. A característica geográfica é muito interessante também, para quem não conhece o Chile, além da Cordilheira dos Andes há ainda mais uma cordilheira no Chile: a Cordilheira da Costa - Santiago fica entre as duas cordilheiras e sofre influência do clima do deserto do Atacama, facilmente percebido pelo clima seco e pela vegetação, uma planta aqui outra cinco metros lá. Após a Cordilheira da Costa, em direção ao Pacífico, temos os famosos Vales, verdes e belos!
Santiago é uma cidade que mistura o charme das antigas edificações com muitos prédios moderníssimos. Essa é Santiago! Bonita, limpa e moderna! Uma cidade segura, diferente da maioría das cidades do nosso Brasil, cidade onde vemos pessoas dormindo ou namorando nos gramados de alguma praça no centro da cidade. Onde podemos passear a noite sem medo. Ponto negativo para a poluição que misturada com a névoa dos Andes impede o que sería uma belíssima vista.
Outro ponto legal é a culinária local, antes dela e de seus famosos frutos do mar, temos que falar das frutas. Parece que os vales não servem só para uvas, experimentamos as mais variadas frutas e normalmente elas eram mais saborosas e mais doces que as nossas. Não eram frutas grandes mas sim, delicosas! Destaque especial para as saborosíssimas tunas! Lembram os kiwis quando descascadas, mas são muito mais gostosas. Foto ao lado, como se percebe são frutos de um tipo de cactus.
Já os frutos do mar me chamaram a atenção, primeiro porque, ingênuo, perguntei de camarão e o guia praticamente tirou uma com a minha cara. Portanto não perca seu tempo nem com camarão ou lagosta, o negócio é: Machas a paremesianas, Loco, Ostiones (vieiras) e as monumentais Centollas!
Enfim, um dia em Santiago é com certeza um crescimento cultural, vale muito mais do que essas palavras. Espero que curtam as fotos!!! Ah!!! Os vinhos? Teremos muito tempo para falarmos a respeito deles, mas maravilhosos como era de se esperar. Com uma degustação ao ar livre inesquecível!!!
Forte Abraço!


5 comentários:

  1. Cristiano, boa noite!

    Parabéns pela viagem. Aguardamos relatos e dicas sobre vinhos.

    Tô programando uma viagem ao Chile e tenho uma dúvida: vale a pena comprar vinhos no free-shop de Santiago? Há boa variedade e preços?

    Grato.

    ResponderExcluir
  2. Vitor,

    Sim há boa variedade no Free Shop, e como mesmo no Free Shop os vinhos são mais baratos que no Brasil... sim, vale a pena!

    Mas eu não comprei os meus no Free Shop... risos

    Devidamente orientado pelos grandes amigos Claudio e Rafaela do Le Vin au Blog comprei na Wain, loja de vinhos que fica na Alonso Cordova!

    A grande vantagem é poder provar os vinhos... não todos, mas muitos premiums... Vale a pena!!!

    A loja da Concha y Toro também vale a pena! Principalmente se vc quiser investir num grande vinho da década de 90, existem algumas opções...

    Forte Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Cristiano, bom dia!

    Obrigado pela resposta.

    Já tinha ouvido falar da Wain. É uma loja que pretendo visitar.

    O que me deixa em dúvida sobre a compra é se, em razão dessa prova "grátis" e dos impostos, não sai mais barato no free shop. Vc comparou os preços?

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Ei Cristiano!
    Fantástico... estou ansioso para ler sobre os vinhos.

    Cara, é uma vergonha, mas na Espanha o trabalho foi tão puxado que não consegui sair pra tomar vinhos. Tomei dois que colocarei no Blog assim que conseguir! Ainda tenho dois portugueses pra colocar... em portugal foi onde consegui passear e beber vinhos.

    Um comentário bem de biólogo: temos um fruto de cactus muito parecido com a tuna no nosso cerrado, especialmente em regiões de altitude e indo em direção à caatinga. O fruto pertence à alguns cactus do gênero Cereus. No campo, é uma delícia encontrar esses frutos pra comer... hehe.

    Abração.
    Rafa
    (http://devinhoemvinho.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  5. Vitor,

    Não cheguei a comparar de fato. Pelo que eu me lembre não era mais barato não... mas não estou certo...

    Forte Abraço!

    Cristiano

    ResponderExcluir

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!