Especial Chile: Viña Santa Rita

Eram por volta de 13:30hs da tarde quando chegamos a centenária Santa Rita para matar aquela fome... A Santa Rita é a terceira maior vinícola chilena e tem um enorme portfolio de produtos, mas admito que estes vinhos nunca me atraíram muito. O almoço acabou por consolidar essa minha posição, os vinhos oferecidos eram da linha Medalla Real, bem feitos porém sem grande complexidade.
Começamos com as famosas empanadas chilenas acompanhadas de um Sauvignon Blanc 2008, perto do vinho que havíamos bebido na Anakena a discrepância era grande... de final fugaz, apresentava equilíbrio e um nariz herbáceo. As empanadas, porém, estavam maravilhosas!
Os Blinis de Salmão Defumado estavam divinos! Uma massa por baixo e os pedaços de salmão por cima acompanhados de um molho bechamel harmonizaram bem com o Chardonnay 2007 oferecido. Com certeza a melhor harmonização da tarde.
O "plato de fondo" foi uma carne cozida, a plateada! Acompanhada de purê picante que casaram bem com o Cabernet Sauvignon 2007, este por sua vez era bem frutado e descia fácil...
Após uma hora de refeição, enfim o postre! (sobremesa) Sorvete de creme com calda de doce de leite sobre uma casquinha em espiral... delicioso! Só de lembrar dá fome...
Eram aproximadamente 15:00hs quando seguimos para a visita. Fomos guiados pela srta Maria Paz, muito bem preparada que fez um tour bilingue.
O que mais chamou a atenção na Santa Rita foi sua monstruosidade! Com mais de 250 tanques de aço inox de até 40.000 litros, além da enorme área e das inúmeras garrafas em repouso.

Dois detalhes chamaram nossa atenção; primeiro uma cave (Bodega cal y Canto) no subsolo que foi construída com pedras, areia e clara de ovo afim de manter a resistência e a flexibilidade perante os terremotos. A outra curiosidade vem da técnica com a qual as garrafas são empilhadas, é tão eficiente que no último grande terremoto, mais de oito graus, que houve no Chile na década de 80 haviam por volta de um milhão de garrafas empilhadas e apenas doze se quebraram...
Nas fotos você pode conferir as palmeiras "piernas de elefante" nome dado pelo tronco característico que possuem.
Destaque também para o museu de cultura andina que fica na propriedade e tem acesso gratuito. Infelizmente neste local as fotos não foram permitidas...
Forte Abraço!

2 comentários:

  1. Fala Cristiano...

    Tudo bem?

    O que acho da Harmonização virtual?

    Abs.,

    Claudio

    ResponderExcluir
  2. Claudio,

    Eu e a Val adoramos ser as "cobaias" do Alexandre e da Vanessa.

    O risoto de feijoada é um prato muito interessante e gostoso. Acho que fez um par melhor com o espumante, devido a acidez que este tem.

    Acho que neste caso a harmonização por contraste melhor.

    Você que quer saber do que estamos comentando entre no Le Vin Au Blog (http://levinaublog.blogspot.com) ou no Diário de Baco (http://www.diariodebaco.com.br) e confira a 12 harmonização virtual!

    Risoto de Feijoada x Espumante ou Tannat, ambos nacionais!

    Forte Abraço!

    ResponderExcluir

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!