Clos de Los Siete 2006, Frustrante...


Tinto, Malbec, Cabernet Sauvignon, Syrah, Merlot
Argentina
Clos de los Siete
Preço: R$ 97
Era domingo chovía e os nossos planos de churrasco foram literamente por água abaixo. Mesmo assim eu e Alexandre (Diário de Baco) nos reunimos para assar as carnes no forno e beber duas garrafas.
A primeira foi este blend argentino, famoso, devidamente decantado, mas, infelizmente, não entregou o resultado prometido e não vale o preço. É uma pena investir tanto num vinho e se desapontar, mas... o que fazer? Ainda bem que o vinho seguinte deu conta do recado.
O Clos de Los Siete apresenta coloração rubí púrpura muito intensa e sem halo aparente. Os aromas tem forte presença das frutas veremelhas e negras maduras. Aí temos o primeiro problema, apesar da boa intensidade não apresentou mudança, não apareceu mais nada na taça, só fruta...
Na boca sobra álcool apesar do bom corpo e boa acidez. Taninos macios e retrogosto frutado com razoável persistência. Pode acompanhar carnes mais fibrosas.
Apesar de não ser um 'mico' não recomendo o consumo deste vinho nesta safra. Eu sei que é ousado, ainda mais por se tratar de um vinho do mundialmente conhecido Michel Rolland porém não me agradou e achei caro, muito caro.
Forte Abraço!

6 comentários:

  1. Caro Cristiano,

    Seu post me inspirou a escrever outro:
    http://www.umpaposobrevinhos.com.br/2009/12/frustracao-michel-rolland-e-robert.html

    Um abraço,

    ResponderExcluir
  2. Opa Cristiano,

    Não seria a juventude a principal responsável por aromas tão planos? Os vinhos de guarda europeus, e não apenas os tops, são também infinitamente mais simples na juventude, se comparados ao que entregam depois de 10, 15 ou mais anos de guarda?

    Pergunto isso, pois me lembro de ter lido sobre as pretensões "de guarda" deste projeto...

    Mas, explicações à parte, tem muito top no mercado que entrega menos do que os bottom line da gôndola vizinha.

    Abs.,
    Marcus
    azpilicueta96.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Gde Marcus,

    Desculpe mas não concordo!

    Muitos desses produtores dizem que apesar do vinho ser de guarda ele já está apto a consumo. E muitos outros vinhos Top apresentam evilução na taça enquanto este ficou como estava...

    Mas acho importante você lembrar o fato deste vinho ser de guarda e, talvez, melhore com o tempo.

    Forte Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Opa Cristiano,

    Não tem pq se desculpar, foi uma pergunta msm. Eu não conheço este vinho.

    Abs.,
    Marcus

    ResponderExcluir
  5. Cristiano,

    Nunca gostei desse vinho. Acredito mesmo que seja um mico porque já o provei em safras diferentes e não aprovei. 2006 é uma safra que somente pode ser comparada com 2002 e 1999. Se não está bom é porque realmente esse vinho não é lá essas coisas. Relativamente caro, muito madeirado, rusticão e não tem nada do estilo Rolland.

    Gostei do post.

    abraço

    Jeriel
    blogdojeriel.com.br

    ResponderExcluir
  6. Jeriel,

    Obrigado pelo elogio e contribuição!

    Forte Abraço!

    ResponderExcluir

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!