Brunello Di Montalcino IL Paradiso di Frassina 2003


Tinto, Sangiovese
País: Itália - Toscana
Preço: R$ 290
Bebí este vinho com grandes amigos numa reunião que fizemos onde o tema era Itália. Não se preocupe em breve você iré conhecer os demais vinhos que abrimos, pois foi uma tarde mágica.
Tudo nesse vinho é muito interessante. Primeiramente por ser um Brunello ele já traz uma grande expectativa. Mas quando você abre um vinho, decanta por alguns minutos, experimenta e se emociona, você percebe algo especial.
Outro fato interessante deste vinho é que o vinhedo e as uvas são afinadas pela harmonia musical... entendeu??? Este vídeo no You Tube pode ajudar... Enfim os vinhedos escutam música clássica, Vivaldi, Mozart, Beethoven, etc... Acho que dá certo...
Como eu disse foi uma tarde mágica porque estava rodeado de bons amigos que apreciam os prazeres da mesa como eu. Só bebemos grandes vinhos italianos e fomos premiados com este Brunello. Quando o experimentamos houve um discreto silêncio que passa despercebido muitas e muitas vezes. Nós estávamos "entendendo" o vinho. Todo seu potencial e elegância.
De cor rubí e nariz intenso e marcante. Frutas e madeira perfeitamente integradas, boa complexidade. Na boca o equilíbrio é impressionante. Bom corpo, acidez viva, nada de amargor, taninos maduros, verdadeiramente um veludo e final persistente.
Tivemos a sorte de acompanhá-lo com um excepcional Ossobuco, feito pela Vanessa, harmonização beirando a perfeição.
Você pode desfrutar desse vinho agora ou daqui 10 anos, ele só vai evoluir...
Forte Abraço!

Rosso di Montalcino na Rosso Bianco

Tinto, Sangiovese Grosso
País: Itália - Rosso di Montalcino (Toscana)
Cinelli Colombini
Preço: R$ 105
Já faz algum tempo que bebí este vinho com meu amigo Alexandre (Diário de Baco) na Rosso Bianco, loja de vinhos em Jundiaí do amigo Tiago que tem se tornado referência para os amantes do vinho nessa ótima cidade.
Oriundo da Toscana este Rosso marca sua presença através de um conjunto equilibrado. Pode ser consumido neste momento e será muito apreciado, mas também pode ser guardado por mais três anos que vai evoluir.
Apresentou cor rubí com pequeno halo aquoso. Nariz frutado, típico, com aquela mescla de frutas frescas do bosque e leve toque da madeira. Na boca é muito bem integrado, bom corpo, excelente acidez, sem amargor e taninos vigorosos e maduros.
Por que não com medalhões de filet migno guarnecidos de um belo risoto?
Forte Abraço!

Almoço de Domingo: Risoto de Alho Poró com Bacon e um Vinho Uruguaio


O Almoço de Domingo retorna com um maravilhoso risoto que fiz para minha esposa num dia desses que passou. Eu admito, sou fã de alho poró! De bacon então... não dá nem para falar, escrever ou pensar...
Enfim fiz um caldo com as folhas do alho poró, reforçado por um caldo de legumes. Refoguei em panela cebola roxa, alho e bacon picados, assim que douraram foi a vez do arroz arbóreo e do alho poró picado, misture bem e acrescente vinho branco (meia taça). Bom depois que secar comece a despejar o caldo e mexer com alguma constância até ficar pronto, leva uns 20 minutos, fácil não? Depois de pronto acrescente salsinha e tomate picados, um pouco de manteiga e queijo parmesão, novamente misture bem e sirva!!!
Numa frigideira fiz bifes de lombo para acompanhar e escolhí um vinho uruguaio da Pisano, um corte da emblemática Tannat com o corte para lá de tradicional de Syrah com Viognier, chegamos então a um vinho de Tannat, Syrah e Viognier, surpreendente e que vai ter um post só para ele, no próximo dia primeiro... acompanhe!!!
Pelo prato recebí os elogios e o sorriso da Val, preciso de mais??? Esse prato sai por uns R$ 12 por pessoa o que melhora ainda mais nossa vida...
Forte Abraço!

Montando a Adega - África do Sul

Olha... eu demorei para postar esse aqui afinal é um ano especial para África do Sul. Temos certeza que eles querem estar bem representados nas nossas taças.
Apesar da Pinotage ser a uva sulafricana existem belos Syrah's por lá, que me agradam muito pela sua "força" em boca, com um ataque volumoso e picante. Quando falamos dos vinhos brancos a Chenin Blanc é a referência, mas, confesso, que não bebí nenhum que tenha de fato me agradado, vou ficar devendo. Os Sauvignon Blanc's tem uma fruta mais madura, como pêssego por exemplo, mas não perdem o frescor. Enfim vinhos muito interessantes. Vamos a eles!
Almond Grove Noble Late Harvest 2006
Já vou começar diferente, logo pelo vinho doce. Feito de Riesling, este Late Harvest surpreende pela concentração de sabores equilibrada a uma textura delicada, quase inacreditável. Vale os R$ 61... o melhor a dizer: experimente!
Danie de Wet Chardonnay Sur Lie 2009
Um chard que fica muito tempo em contato com as borras, muito mais fresco que os barricados. e também mais leve. As cegas tenho minhas dúvidas se muitos diriam que é chardonnay... R$ 41
Fifa 2010 Sauvignon Blanc
É Copa do Mundo e esse branco bate um bolão. Muito fresco e com boa persistência é um ótimo vinho para os aperitivios antes dos jogos da Copa. Nos aromas e sabores as frutas estão misturadas a notas herbáceas, mas sem aquele rustiicidade chilena, vale conferir, na casa dos R$ 35
Dukesfield Pinot Noir 2005
Quer conhecer um Pinot do Novo Mundo que não seja chileno? Se for africano pode ser esse aqui... Bem frutado e característico com boca macia e taninos de boa qualidade. R$ 50
Glen Carlou Pinot Noir 2006
Outra boa opção de Pinot Noir, mais complexo e mais intenso aromaticamente. R$ 75
Porcupine Ridge Syrah 2008
Talvez a melhor compra desta lista. Frutas vermelhas e negras intensas no nariz. Volumoso e picante em boca, implora pelo um belo pedaço de carne vermelha no prato. R$ 51
Raka Pinotage 2006
Um Pinotage diferente que passa 12 meses em barrica de carvalho, 80% francesa e 20% americana, todas de segundo uso. Presente em boca, tem muita vivacidade e acho uma bela opção para pratos com aves. R$ 77
Forte Abraço!

Abre Aspas: Sabedoria sobre guardar um vinho...

No dia do meu aniversário o amigo Beto Duarte me mandou a seguinte nota:
"Cristiano, não deixe para amanhã os vinhos que você pode beber hoje!"
Para se pensar, não???
Forte Abraço!

Tabalí Reserva Sauvignon Blanc 2007 #cbe

Branco, Sauvignon Blanc
Chile
Viña Tabalí
R$ 42
O amigo e blogger Jeriel da Costa foi o responsável por escolher o tema do mês de Abril na Confraria Brasileira de Enoblogs, Sauvignon Blanc do Chile, e eu estou atrasado! Peço desculpas a todos, mas segue minha indicação.
Mais um bom Sauvignon Blanc chileno, mas dessa vez o vinho não é do afamado Valle de Casablanca e sim do Valle do Limarí. Região que vem crescendo na produção vitivinícola.
Apesar de ser de um diferente terroir as características chilenas estavam bem presentes, muita acidez e o marcante caráter herbáceo percebido facilmente em nariz e boca. Outro ponto que chamou a atenção foi a cor do vinho, ainda amarelo palha de claro e límpido reflexo esverdeado. Com três anos de vida era de se esperar a ausência dos reflexos ou a evolução para um reflexo mais dourado, ainda leve na verdade.
Gostei muito do vinho e me surpreendí com esse potencial de longevidade que demonstrou. Mais um ano na garrafa poderá trazer a ele características mais frutadas já que neste momento as frutas cítricas se encontram tímidas...
Vale o preço! Pode ser bebido num final de tarde quente e de preferência acompanhado por frutos do mar, não??? Vai combinar bem com camarões temperados com ervas finas.
Forte Abraço!

Montando a Adega - Uruguai

Com a colaboração do excepcional Diego Arrebola, sommelier do restaurante e Enoteca Olivetto segue a lista dos vinhos uruguaios, que são pouco explorados aqui no Brasil, mas com certeza são boas opções para o seu churrasco de Domingo de Páscoa ou de um fim de semana qualquer...
Aproveitem pis tem de tudo! De Espumante a vinho doce, passando até por Pinot Noir.
"Alta Reserva Arinarnoa - 2007 - Gimenez Mendez - Hannover Vinhos - R$ 37
Vale começar com uma casta inusitada para dizer o mínimo. Fruto do cruzamento entre a Merlot e a Petit Verdot, produz um vinho de raça, potente e equilibrado.
Stagnari Tannat Viejo 2007 - Bodega Stagnari - Cantu - R$ 55
Bom exemplar da casta, porém mais "fácil" para os paladares menos acostumados a profusão de taninos que a Tannat pode apresentar. Tostado intenso da barrica, porém muito fácil de beber.
RPF Pinot Noir 2006 - Pisano - Mistral - R$ 61
Não é a casta que se espera quando pensamos nos Tannats pesadões do Uruguai, mas produz aqui um vinho fresco, leve e equilibrado, com boa tipicidade.
Marichal Reserve Collection Pinot Noir / Tannat - Marichal e Hijos - Wine Company - R$ 75
Mais inesperado que um Pinot Noir Uruguaio, só um corte desta casta tão temperamental com a potente Tannat. A Pinot é majoritária (70%), logo as características aromáticas predominantes são dela, mas a Tannat entra com mais complexidade e corpo, produzindo um vinho bem agradável.
Sust Vintage 2005 Brut Nature - Bodega Carrau - Vinhos do Mundo - R$ 110
Sempre gostei dos espumantes Uruguaios, ainda que sejam poucos no mercado Este exemplar da Bodega Carrau, produzido em Cerro Chapéu com uma corte de Chardonnay e Pinot Noir, apresenta boa complexidade, sendo uma das boas opções daquele país disponíveis por aqui.
Familia Deicas "Licor" de Tannat - Estabelecimiento Juanicó - Expand - R$ 78
Para encerrar, a sobremesa! Não sei até quando a Expand ainda terá este vinho em estoque, mas trata-se de um interessante Tannat fortificado, estruturado e intenso. Muito bom mesmo.
Espero ter ajudado.
Abraço
Diego"
Excelentes vinhos, não??? Eu ainda sugiro o Torrontés da Pisano, completamente diferente dos argentinos, vale ser provado para constatarmos a influência dos terroirs sobre os vinhos e o Chardonnay da Familia Bouza, realmente interessante.
Forte Abraço!

Acreditem!!! A Confraria da Mentira está formada! E já se reuniu...

É verdade!!! Pasmem, pela primeira vez a Confraria da Mentira se reuniu! 03 Blogger's, um lojista e um gde amigo, todos ali para beberem grandes vinhos sulafricanos.
E não!!! Nós não estamos nos reunindo para derrubar o monopólio da informação no mundo do vinho, nós não somos revolucionários, nem temos ideais... aliás temos um só! Nós queremos curtir o vinho e desfrutar dos seus prazeres. Rir, brindar com os amigos além de comer e beber bem. É para isso que o vinho existe, não???
E foi assim... durante três meses os confrades depositaram religiosamente em dia os valores parao nosso encontro (primeira mentira... ninguém respeitou nada, o único que depositou em dia fui eu, se vc acredita... risos). O tema foi escolhido, grandes vinhos Sulafricanos! Propício, faltam menos de três meses para a Copa do Mundo.
Me habilitei a fazer a seleção que tarefa árdua!!! Aceitei sugestões, escolhemos o local e a data e nos divertimos. Além de termos contado "um monte" de mentiras!!! Foi demais e iremos repetir... Dêem uma olhada nos vinhos abaixo! Mas antes um agradecimento todo especial ao Restaurante Roma Mia em Jundiaí que nos recebeu de forma espetacular!
- Pinotage Espumante Rosé Brut (Beyerskloof)
- Raka Biography 2005
- Sequillo 2005
- The Chocolate Block 2008
- Aniwilka 2006
- Robertson Almond Grove LH 2006
Forte Abraço!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!