Tikal Amorio 2006

Tinto, 100% Malbec
País: Argentina
Tikal (Ernesto Catena)
Preço: R$ 72
Esse foi o primeiro vinho de uma noite muito agradável que passei na Confraria do Pão do Cambuí. O sommelier Jean Krause selecionou 04 bons vinhos para esta noite e vou apresentá-los durante essa semana.
Começo por esse varietal de Malbec, sempre tive curiosidade em relação aos vinhos Tikal, são respeitados no mercado e sempre obtém boas notas, apesar de eu sempre ter "um pé atrás" com as notas...
Enfim um excelente Malbec demonstrando todas as características dessa cepa. Vinho maturado 12 meses em barricas de carvalho francês com 14% de graduação alcóolica e sem filtração.
Novo ainda apresentou a cor rubí-violácea escura e intransponível, carcaterística da Malbec refinada em madeira. O álcool também apareceu na análise visual através das abundantes lágrimas.
Aromas característicos e de boa intensidade, destaque para as frutas negras em geléia e as especiarias, pimenta entre outras... as notas de madeira surgiram com o tempo na taça.
Na boca teve a melhor performance. Tânico, encorpado e elegante ao mesmo tempo, muita fruta no retrogosto persistente. Agradável, implorando por um Bife de Chorizo na sua mesa...
Um vinho muito bacana, um Malbec diferenciado, vale a pena conhecer. Existe também no mercado o Tikal Patriota que corta Malbec com Bonarda, ainda não provei, mas ando curioso...
Forte Abraço!

Porucupine Rideg Syrah 2008 #cbe


Tinto, 100% Syrah
País: África do Sul
Boekenhotskloof
Preço: R$56
Primeiro peço desculpas a todos os amigos e leitores por esta ausëncia de 30 dias... foram inúmeras as razões que me impediram de postar mas o importante é que estão superadas. Um pedido de desculpas especial aos confrades da CBE que postaram no último dia 15 um vinho sul-africano devido a uma sugestào que partiu deste blogger.
Aproveitando para colocar a casa em dia segue o vinho sul-africano que selecionei, um Syrah com muita pegada e um ótimo vinho na sua faixa de preço, superior a muitos australianos que encontramos por aí...
Tingiu a taça com sua cor rubí-violácea escura, quase negra... impenetrável! Um pequeno halo aquoso se manifestou sugerindo consumo nos próximos anos. Chorão, com lágrimas espessas e abundantes denotando 14,5% de álcool.
Os aromas tem boa intensidade com frutas negras maduras, muitas especiarias e notas animais. Evoluiu com o tempo na taça demonstrando notas balsâmicas e químicas. Boa complexidade.
Na boca demonstra muito volume, encorpado, com boa estrutura para sustentar o álcool e os maduros taninos. Boa persistëncia, sem amargor e com retrogosto frutado.
Enfim um belo Syrah que pode ser guardado por mais três anos. Sugiro harmonizar com embutidos, de preferëncia com massas, como o belo Capelleti ao molho de calabreza que a Val fez...
Forte Abraço!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!