Harmonizações de Natal...


Bom... Esse tema é um pouco ardiloso, já que são tantos os pratos envolvidos... afinal numa mesa farta sempre tem Peru, Porco, as vezes Bacalhau, outras tem Cordeiro, se dependesse da minha vontade só tería Cordeiro, como esse aí de cima...
Não tem fórmula mágica... infelizmente não tem um vinho que seja capaz de acompanhar todos os pratos, mas sempre tem um jeitinho de escolher dois ou três vinhos para toda a ceia.
Com as entradas, que no caso de muitas famílias são saladas verdes acompanhadas de frutas como manga por exemplo sugiro um bom espumante nacional, o brinde faz parta da festa! Apesar de não ser aquela harmonização... mas se as frutas que acompanharem a salada forem mais cítricas, como morangos ou maçãs, o seu espumante fará bonito. Se houver algo de frutos do mar nas entradas permaneça com o espumante... não há com que se preocupar.
Para o peru e cordeiro recomendo a Pinot Noir, se for acompanhado de cogumelos então... Mas vamos aos detalhes, se o seu bolso permitir, não hesite! Vá de Borgonha! Mas nem sempre é possível e ficamos com os sul-americanos... dê uma olhada no tempero do bicho, se for puxado em ervas, prefira os chilenos, caso contrário pode ser acompanhado de um argentino também, de preferência da Patagônia... na dúvida? Opte pelo chileno.
Já com o porco ou bacalhau minha sugestão é um tinto do Alentejo. Que faz um bom par com o famoso peixe há séculos, e como o porco normalmente é defumado e acompanhado de molhos doces, a 'fruta' do vinho formará um belo par. De preferência para os alentejanos sem ou com pouca madeira.
E com as pecaminosas sobremesas? Ficou difícil... são tantas que colocam em cima da mesa... opte por algo bem doce mesmo, o objetivo é sobrepor a sobremesa. Se puder vá de Late Harvest chileno, mas se o custo-benefício for importante, um bom moscatel nacional não decepcionará ninguém.
Lá em casa fazemos churrasco no dia 25, guarde seu Malbec para esse momento! Agora, dependendo da carne, se for costela por exemplo, eu prefiro um cabernet chileno.
Por fim, se tudo isso é um exagero e o que vale no Natal é celebrar, abra seu melhor vinho e sorria! Garanto que não tem erro e que será inesquecível!
Forte Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!