Embate Português: Quinta do Monte d'Oiro 2004

Tinto, 95% Syrah, 05% Viognier
País: Portugal
Preço: R$ 205
Eu sei... de certa forma foi um "infanticídio", mas valeu a pena. Apesar de ficar prejudicado depois do show que o Quinta dos Carvalhais deu, este vinho comprovou sua qualidade.
Mundo afora existem produtores utilizando esse famoso corte do Rhône: Côte Rotie, para fazerem belos vinhos, com certeza um dos melhores cortes de uvas brancas e tintas, se não o melhor. O Monte d'Oiro tem força e delicadeza, com perfeição une a potência e rusticidade da Syrah com a fragância e perfume da singela Viognier.
Apresentou uma cor rubí viva, abundantes lágrimas "choraram" pela taça. Os aromas eram muito intensos e começaram florais, passaram pelas frutas maduras e atingiram nuances defumados e de especiarias como pimenta e canela.
Na boca demonstrou potência sem perder a classe. Os 18 meses em barricas de carvalho francês novo deram ao conjunto grande volume tânico, que aliados ao grande corpo e a ótima acidez trouxeram um belo equilíbrio ao vinho. Retrogosto perene e confirmando as frutas maduras.
A harmonização escolhida foi risoto de calabresa, passou, mas o risoto não tinha a estrutura que o vinho necessitava, com certeza vai se dar melhor com carnes de caça. E mais uns 03 anos de garrafa também lhe farão muito bem!
Forte Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!