Lidio Carraro Grande Vindimia Merlot 2005


Tinto, 100% Merlot
País: Brasil
Preço: R$ 115
Tive a oportunidade de experimentar este vinho através do Workshop de Mídias Sociais realizado pela Ibravin no último dia 03 de junho.
Numa ação em parceria com o site Winebar foi promovida uma degustação de 02 rótulos nacionais, 10 blogger's brasileiros receberam os vinhos em sua casa para a degustação e outros 06 participaram ao vivo, com som e imagem diretamente de Farroupilha. Foi um sucesso! Muitas pessoas acompanharam a degustação através do Facebook e outras mídias.
Em relação ao vinho, mostrou-se outro belo Merlot nacional, da, já, mítica safra de 2005. Na taça um lindo rubí brilhante e translúcido, 'chorão', as espessas lágrimas corriam lentamente pela taça...
Inicialmente foi tímido no nariz com frutas maduras e especiarias. Após um bom tempo de taça notas de couro, chocolate, tabaco e defumado. Muita intensidade e complexidade, mas só após 30 minutos de aeração, fica aqui a sugestão de sempre passar esse vinho por decanter.
Outro ponto importante é que o vinho não passa por madeira, e esses aromas mais evoluídos normalmente são associadas a mesma. Podemos tirar a conclusão que a Lidio Carraro fez um belo trabalho com estas uvas.
Por fim na boca muita presença, um vinho pleno, envolvente! Com excelente acidez para suportar o imenso corpo e o grande volume tânico, que aliás estavam maduros. Álcool e amargor não incomodaram e a persistência confirmou as frutas maduras.
Um vinho para ser apreciado lentamente e com pratos de grande volume de sabor.
Forte Abraço!

Dadivas Pinot Noir 2009, bela dica do Dia dos Namorados!


Tinto, 100% Pinot Noir
País: Brasil
Preço: R$ 35
Um vinho para o Dia dos Namorados! Este Pinot Noir nacional me surpreendeu, muito gostoso e interessante.
A Pinot Noir sempre é tema de interesse de nós enófilos... sempre em busca da "semelhança" com a Borgonha, terra-mãe dessa maravilhosa uva.
E o Dádivas tem algumas características bem semelhantes... que não ficam só na cor rubí clara e brilhante com suaves reflexos atijolados... Passam pelo nariz com muita fruta vermelha, em especial a cereja maraschino (em calda) e uma evolução para um aroma de mel delicioso. As notas de terra e animais completam o painel aromático de boa intensidade.
Na boca o ataque tem elegância, confirma o retrogosto de cereja. Corpo médio, taninos finos, acidez moderada e boa persistência.
Para ser bebido só na companhia da mulher amada, perfeito para namorar!
Forte Abraço!

Montando a Adega 2011, a vez do Editor!

Chegou a minha vez no Montando a Adega, é verdade... isso significa que está acabando, mas temos 55 ótimas dicas para inciarmos uma adega em casa. Obrigado aos Blogger's que participaram... vamos a minha lista!
Na faixa de preço que o Montando a Adega foi proposto os espumantes nacionais são a melhor opção, mas sempres encontramos boas Cavas também e essa é uma que agrada muito. Parruda e fresca, com perlage intenso, aromas de frutas brancas e tostado muito francos. Gastronômica, pode acompanhar quase tudo. Vale apena conhecer!
Uma das melhores compras que já fiz. Intenso, complexo, aromático e equilibrado. Melhor que os Sauvignon's de Casablanca, este vinho do Valle do Leyda é uma experiência! Aromas de frutas tropicas e não só os herbáceos. Acidez altíssima mas muito bem equilibrada pelo corpo e álcool. Realmente um Best Buy!
Já falei muitas vezes deste vinho, mas ano após ano, safra após safra, confirma sua qualidade. Um tiro certo quando falamos de Torrontés! Muita fruta cítrica, mas leve e suave como o corpo do vinho, aromaticamente algumas safras chegam a lembrar vinhos de sobremesa com muitos nuances florais e de frutas cítricas maduras, na boca retrogosto persistente e agradável aliado a uma acidez refrescante.
4) Matorazgo Joven - R$ 29
Para quem gosta de Tempranillo e para quem não gosta... Fruta marcante, equilíbrado e gastronômico, uma surpresa! Se tornou um dos meus vinhos preferidos e acompanha uma diversidade de pratos muito grande, mas com certeza com cordeiro faz um belíssimo par.
5) Altos de la Hoya - R$ 49
Um vinho da desconhecida região de Jumilla mas que vem colecionando boas notas em todas as suas safras. Intenso e encorpado, mas com taninos maduros, aveludados! É um vinho diferente, ricquíssimo em sabor e com aromas secundários e terciários, a fruta ficou de lado... Um corte a base de Monastrell temperado com Garnacha, eu não deixaría de experimentar.
Espero que todos tenham curtido a edição 2011 do Montando a Adega, ano que vem tem mais!
Forte Abraço!

Montando a Adega 2011, por Diego Arrebola


 
Diego Arrebola está entre os 03 melhores Sommelier's do Brasil, trabalha num dos melhores se não o melhor restaurante de Campinas e tem um blog muito interessante: Profissão Sommelier, confira as dicas do amigo!
- Décima Prosecco 2011 - Brasil (Vinhos Décima)
A volta por cima da Piagentini, conhecida pelos vinhos de mesa, e que agora com uma nova marca e novos proprietários começa a mirar nos vinhos finos. Este Prosecco 2011 em especial me surpreendeu na Expovinis, pelo seu grande frescor e delicadeza, num estilo mais seco do que de muitos exemplares italianos no mercado.
- Chatêau de Porcieux Rosé 2010 - Provence - França (Cantu) - R$ 59
Um rosé delicioso, fresco, seco, alegre e descompromissado, tudo o que se espera de um ótimo rosé da Provence. Mas atenção, este não é para a adega, beba logo, quanto mais jovem melhor.
- Corsican Nature Pinot Noir/Niellucciu 2007 - Córsega - França (Empório Sório) - R$ 60
Curioso corte de Pinot Noir com a Niellucciu, clone local da Sangiovese, é um vinho de boa estrutura, muito agradável e versátil a mesa. Ainda pode esprar um ano ou dois.
- Garmendia Tinto Envejecido em Barrica 2004 - VdlT Castilla y León (já está no Brasil, só não tenho o contato do distribuidor. Cerca de R$ 60,00)
Muito gostoso, encorpado, com a madeira bem marcada e integrada. Persistente e macio, a partir das castas Tempranillo, Graciano e Garnacha
- Risco 2008 António Saramago - Palmela - Portugal (Viníssimo) - R$ 44
Tudo aquilo que o Periquita gostaria de ser. Um Castelão fresco, frutado, macio e equilibrado, com taninos redondos e envolventes.
Belas dicas! Amanhã é a minha vez!
Forte Abraço!

Forest Ville Chardonnay 2009


Branco, Chardonnay
País: EUA
Forest Ville
Preço: R$ 65
Numa dessas degustações da vida tive o prazer de conhecer este Chard norte americano. Impressionou por um conjunto muito mais equilibrado do que o usual, muitos Chard's norte americanos pecam pelo excesso de madeira, esse não...
Na taça apresentou cor amarelo palha com reflexos dourados, sem halo aquoso e finas lágrimas correram pelas paredes da taça, demonstrando os 12,5% de álcool.
Os aromas eram intensos e complexos! Passearam por notas florais, minerais, de baunilha, côco e um marcante abacaxí em calda.
Na boca o ataque denotou corpo médio e untuosidade! Foi equilibrada com a boa acidez. O retorgosto confirmou o abacaxí em calda e teve uma boa persistência.
Belo vinho! Eu não guardaría... Pode acompanhar muitos pratos, especialmente peixes mais gordos, como Namorado, principalmente se estiverem acompanhados de massas ou risotos. Fuja dos frutos do mar...
Forte Abraço!

Montando a Adega 2011, por Jeriel da Costa

 
Jeriel da Costa estuda vinho há muitos anos, já foi diretor de degustação da SBAV e trabalhou para revistas especializadas. O Blog do Jeriel é um dos mais acessados que conheço, vamos a lista:
1. Rayun Sauvignon Blanc Reserva 2009 - álcool: 12,5% - região: Vale de Casablanca - importador: VinhoSul - R$ 39,90 - Palha intenso e brilhante. Aromas típicos da casta no Vale de Casablanca com o frutado intenso, maracujá, líchia sobre um fundo cítrico (lima). Na boca confirmou as sensações olfativas com o frescor se destacando. Macio, de bom corpo com uma boa carga de frutas cítricas, é um vinho fácil de beber que termina com leve amargor, que praticamente desaparece ao ser compatibilizado com queijo de cabra, por exemplo. Avaliação: 87/100 pts.
2. Protos Verdejo 2008 - Região: Rueda - álcool: 13% - importador: Península - R$ 51,00 - Palha esverdeado. No nariz exibe o caráter varietal da cepa com típicos aromas de frutas tropicais, abacaxi, limão, carambola sobre um fundo levemente defumado. Na boca é um vinho fresco, limpo, maduro, de sabor frutado, saboroso, doce e carnudo, com frutado intenso (maçã verde). De acidez vibrante tem ligeiro acento mineral. Longo, persistente, suave e intenso, deixa uma nota cítrica no retrogosto. Seu estilo exuberante chega a lembrar um vinho do Novo Mundo. Gastronômico, deve crescer à mesa com peixes, mariscos e queijos leves. À conferir. Avaliação: 89/100 pts.
3. Luiz Cañas 2008 - álcool: 13% - uvas: Tempranillo (90%) e Viura (10%) - região: Rioja - importador: Decanter - R$ 38,85 - Vermelho rubi de média intensidade. Intensamente frutado no nariz com predomínio de frutas vermelhas. Na boca é um vinho fácil de beber, de taninos redondos, corpo leve e média persistência. Termina sem arestas. Avaliação: 87/100 pts.
4. Santa Julia Reserva Tempranillo 2008 - álcool: 14% - região: Mendoza - importador: Ravin - R$ 39,90 - Vermelho rubi intenso. Aromas complexos com notas tostadas, fruta madura (figo) sobre um fundo de geléia de frutas vermelhas Na boca exibiu taninos redondos, boa acidez e integração entre fruta e madeira. Termina um pouco secante reivindicando mais algum tempo na garrafa. Avaliação: 87/100 pts.
5. Finca Resalso 2008 - álcool: 13,5% - região: Ribera del Duero - importador: Épice - R$ 54,80 - Vermelho rubi intenso com alguma profundidade. No nariz despontaram aromas balsâmicos e florais sobre notas defumadas com leve couro. No palato seus taninos são macios, frutado, fluído e de acidez mediana. No retrogosto deixa uma nota de fruta madura. Avaliação: 88/100 pts.
É isso aí! Mais uma bela lista!
Forte Abraço!

Montando a Adega 2011, por Gustavo Kauffman

 
O Enoleigos é um dos blogs que mais cresce no Brasil, editado pelo Gustavo, sempre traz conteúdo detalhado e vasto, vamos a lista deste 'descolado' carioca...
"Muito bacana esta sua idéia! Tô aqui de bobeira, comecei a pensar, e os vinhos começaram a vir na cabeça. Uma das coisas que acho importante para quem está começando é ter vinhos de boa relação custo x benefício. Vamos lá:
3) Vega Sauco Piedras Crianza - R$ 49;
5) Tempus Pleno - R$ 44;
Com exceção do Vega, todos os demais tem posts lá no Enoleigos. Acabei colocando 3 do velho mundo, um do Brasil e um argentino. Nesta seleção chile ficou de fora.
Forte Abraço,
Gustavo"
Bom esse Vega Sauco Piedra já foi citado por 03 bloggers, acho que deve se provado... eu não conheço, estou curioso, coloquei os links do Enoleigos no nome dos vinhos, basta clicar para você, amigo leitor, conhecer um pouco mais sobre ele.
Forte Abraço!

Montando a Adega 2011, por Álvaro Cézar Galvão

 
Ele é o nosso Divino Guia... advinha por que??? Dá uma olhada na lista...
"Portas de Lisboa - abflug - RS 25
Almaúnica Syrah - Almaúnica - R$ 40
Espumante Chardonnay Charmat Brut Aurora - R$ 36
Vega Sauco Piedras Crianza - Ravin - R$ 49
Porta da Ravessa - Barrinhas - R$ 22
Mas tenho que citar dois nem que seja para os amigos dos bons vinhos saberem. Um deles está à procura de importador é é a coisa mais deliciosa que já provei da uva Verdejo.Viña Cimbóm Verdejo da Bodegas Félix Sanz e o espetacular Chardonnay Morgado de Sta Catherine-Chardonnay da Cia das Quintas."
Realmente é uma lista de ótimo custo benefício... vale a pena experimentar!
Forte Abraço!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!