Vertical Almaviva EPU: A Safra 2007

No Chile a safra 2007 é histórica! Logo a expectativa sobre este filho do terroir de Puente Alto  era enorme... E ele correspondeu, demonstrando elegância e potência, além de uma perspectiva de guarda por vários e vários anos. 
Antes de tratarmos do vinho em si, Puente Alto fica nos arredores de Santiago, na região metropolitana, se me permitem dizer, e, segundo o que me foi contado, o Epu surgiu devido a influência de uma plantação de eucaliptos sobre uma parte dos vinhedos. Como o enólogo não desejava esse 'efeito' sobre o Almaviva criou o Epu... o, dito, segundo vinho da casa.
De cor rubí opaca e reflexo violeta, sem halo aquoso aparente e de espessas e lentas lágrimas. Aromas muito intensos de geléia de frutas negras, menta, balsâmico, chocolate e bala toffe. 
Na boca é denso, encorpado, dá a sensação de ser mastigável. Carga tânica absurda e carecendo de tempo para uma maior maturidade, excelente acidez e álcool equilibrado. Suave amargor. Um vinho com grande potencial, mas que ainda não está pronto...
Tenho outra garrafa e vou esperar uns 05 anos para abrir, agora se você tiver uma garrafa e a curiosidade está insuportável, decante o vinho por pelo menos 30 minutos. 
Forte abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!