Don Melchor 2005

O segundo vinho servido na Degustação O Melhor das Américas foi este ícone chileno, admirado por muitos e muito bem pontuado por inúmeros avaliadores e revistas. 
Eu não conhecía o Don Melchor ainda, mas não me impressionou. Longe de ser um vinho ruim, apenas não justifica o seu preço e o investimento que a vinícola faz nele, no resultado final da degustação ficou em último lugar, no meu julgamento particular foi o penúltimo. 
De cor rubí intensa e opaca, ainda com reflexo violáceo e halo aparente. O nariz denuncia sua origem com uma goiabada intensa, especiarias e cravo completam o painel. 
Na boca médio corpo, boa acidez e persistência, ponta adocicada... bom equilíbrio. Um tanto quanto raso e a falta de potencial de guarda me frustraram... 
Forte Abraço! 

2 comentários:

  1. Cristiano, matou a pau na avaliação. Tenho certeza de que sua avaliação arrancou e arrancará cenhos franzidos de muita gente que bebe rótulos. Eu já passei por isso quando espinafrei um Latour em uma vertical lá em Nova York (2006).

    ResponderExcluir
  2. Em suma. Esse Don Melchor é ruim. Ruim demais da conta. E ponto. Quem gosta de vinho não bebe isso.

    ResponderExcluir

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!