Encontro 1 2003

 
Nesse Natal eu tive a oportunidade de experimentar um dos grandes vinhos da Bairrada, o Encontro 1! Portugal é uma terra maravilhosa que tem diversos estilos de vinhos, entre os menos famosos estão os da Bairrada, afinal estamos sempre falando do Douro e do Alentejo, de vez em quando do Dão e do Minho (Vinhos Verdes). 
Pois é... mas tem a Bairrada também... onde reina a uva Baga... o nosso vinho de hoje é um corte desta uva de caráter mais rústico e da geniosa Touriga Nacional... Faz um vinho que busca a elegância aliada a potência natural das uvas. 
Na taça apresentou cor rubi sem reflexos. Aromas de frutos vermelhos e negros maduros, nuances herbáceos, terrosos e de couro, evoluindo para um fino chocolate. Na boca a força ainda está lá, com um belo corpo, boa acidez e um grande volume tânico maduro. O retrogosto confirmou as frutas. A persistência ficou devendo... 
Apesar do vinho estar equilibrado e correto achei que não tem grandes diferenciai para justificar seu alto preço, uma pena... 
Minha expectativa era maior mas nem por isso foi ruim, pelo contrário foi uma ótima companhia para um Natal em família repleto de sorrisos e alegria!
Forte Abraço!

Casas Del Bosque Gran Reserva Chardonnay 2006

Nós abrimos os trabalhos natalinos do dia 25 com um vinho há muito guardado na adega do meu pai... Um Chardonnay de caráter... Um Casas del Bosque Gran Reserva Chardonnay 2006! 
Sentamos na varanda, por volta das 11hs da manhã e abrimos o desejado... taça na mão, sorriso no rosto, clima ameno, enfim tudo perfeito! 
Na taça apresentou cor palha com reflexo esverdeado, as lágrimas eram lentas e grossas, denotando o álcool... Os aromas remetiam a nuances de ervas, manteiga e madeira. As frutas estavam muito discretas... 
A boca confirmou o álcool no primeiro instante e depois as ervas. Bom corpo, boa acidez e boa persistência. Só o desequilíbrio inicial de álcool que incomodou um pouco, mas foi passageiro.
Um belo Chardonnay, ao melhor estilo novo-mundista, para muitos o melhor estilo. Eu em particular prefiro mais frutado, mas não posso negar que este é um bom vinho! 
Forte Abraço!

Scharzhof 2009

 
Noite dessas começando as comemorações de Natal com bons amigos experimentei este interessante vinho do Mosel - Alemanha. Eu sou fã de vinhos brancos, de Riesling e especialmente dos riesling's alemães! 
E esses vinhos do Egon Müller Schrazhof são um espetáculo! Esse aqui é o de entrada da vinícola, teor alcóolico baixo e muitos aromas e sabores! É um excelente opção para harmonizar com saladas acompanhadas de frutas cítricas, peixes leves e alguns frutos do mar. 
Tem cor amarelo palha com reflexo esverdeado e poucas lágrimas. Os aromas remetem a frutas como maçã verde, pêssego e nuances minerais. Na boca é redondo e saboroso, com boa persistência e boa acidez. O retrogosto confirma as frutas. 
Um belo vinho! 
Forte Abraço!

Adolfo Lona Orus Rosé Pas Dosé #cbe

 
Quer beber um grande espumante no Reveillon??? Olha aqui a sua opção... Bate muita champagne... aliás este vinho está faixa dos R$ 90... bem mais barato que champagne... hehehe 
Um vinho delicado, encantador, sutil, memorável... para beber nos grandes momentos com os grandes amigos... E foi num dia desses, numa dessas tardes com um bom amigo que pude experimentar essa maravilha! 
Um inusitado corte de Chardonnay, Pinot Noir e Merlot que tem muita complexidade, tanto nos aromas como nos sabores, foram feitas apenas 608 garrafas... se você achar um, não vacile!  
Abaixo você confere a foto do Edizione, que postei na segunda, do Orus e de um vinho de sobremesa, mas desse eu falo outro dia...
Forte Abraço!

10 vinhos para o Natal!!!

Final de ano sempre é momento para as listas de melhores vinhos do ano, etc e tal... Esse ano eu decidi fazer diferente! Decidí montar uma lista com 10 dicas de vinhos para o Natal e outra para o Reveillon, que sai na próxima semana... aguardem! 
Sem mais delongas, vamos a lista! Você escolhe 02 ou 03 desses vinhos e faz a festa!!! Clicando no nome de qualquer um deles você pode conferir mais detalhes, ok?
Priorizei vinhos com preço até R$ 50, pensando numa festa grande e na relação custo-benefício... Comecei com 04 brancos para você desfrutar enquanto a família chega, com os aperitivos, etc & tal... 
01 - Miolo Reserva Pinot Grigio, bela opção de vinho nacional que acompanhará bem os aperitivos e até mesmo alguns pratos natalinos. 
02 - Casa Valduga Preimum Gewurztraminer, uma das opções mais seguras do mercado, safra após safra vem demonstrando consistência, para ser apreciado jovem, encantará a todos! 
03 - Alta Vista Premium Torrontés, um vinho que surpreende, aliando os nuances delicados e característicos da uva com uma boa presença em boca. Pode ser um excelente para para saladas que levam frutas cítricas como acompanhamento. 
04 - Carmen Classic Chardonnay, eu gosto dos Chard's mais frutados, deixam o vinho mais versátil, fazendo com que ele possa ir do Welcome Drink ao peru de Natal... Sem contar que se você é de uma família como a minha e curte um churrasco no almoço do dia 25, este aqui pode abrir os trabalhos tranquilamente... 
Vamos continuar com os tintos... Aqui minha preferência é pelos vinhos de corpo médio e de boa acidez, pensando inclusive na harmonização, mas como tem muita gente que gosta de tinto encorpado... tem também! 
05 - Fox Brook Shiraz, a turma gosta da Shiraz ou Syrah... é sempre um vinho prazeroso e versátil, vai bem com uma infinidade de pratos... esse aqui é uma boa pedida! 
06 - Vega Sauco Piedras Crianza, tempranillo pode ser uma excelente opção para sua ceia, tem uma boa chance de agradar a todos e ainda harmoniza com um porco assado ou coisa do tipo... Esse aqui é um vinho best buy, todo blogger que conheço fala bem dele... 
07 - Mayorazgo Joven, eu adoro esse tempranillo, um vinho prazeroso que combina com muitos pratos e situações... para se beber com os amigos e familiares, sempre celebrando! 
08 - Miolo Cuvée Guiuseppe, outro vinho que adoro, aqui em casa sempre acaba, uma opção tupiniquim com um pouco mais de corpo e esquecendo a harmonização, uma opção para curtir o vinho e a festa! 
09 - Norton Malbec DOC, como eu disse, na minha família é tradição fazermos um churrasco no almoço do dia 25, então nada mais apropriado que um Malbec! Mas se você quiser beber com a ceia, vá em frente! Não vai se arrepender! 
10 - Montes Selección Limitada Cabernet/Carmenère, tem ano que o churrasco lá em casa fica mais sério... tem cara que levanta as seis da matina para por a costela no fogo... aí é bom ter uma opção chilena também, vai que o cara utiliza umas ervas no tempero como o meu Tio... 
Espero que os amigos tenham um Natal repleto de luz, amor, amizade e saúde! 
Forte Abraço!

Edizione n° 07 Cinque Autoctone


Se tem um vinho italiano que me agrada é esse Edizione, já provei 04 safras e todas foram espetaculares... E tem gente que ousa dizer que os vinhos do Sul da Itália são sofríveis... 
Esse vinho, em particular, vem evoluindo de forma espetacular, bebo um por ano e ele só vem melhorando, posso dizer que se você tem um em casa pode guardar mais uns 03 anos que você e o vinho só vão ganhar com isso! 
A degustação desse vinho é uma explosão de sensações! Já é rubi translúcido, sem reflexos e muito chorão! Aromas de frutas passadas, terrosos, couro, tabaco, defumado chocolate entre outros... 
Na boca uma bela estrutura com grande equilíbrio, excelente acidez, como todo bom vinho italiano, mas também grande volume tânico maduro. Sem sinais de amargor ou álcool aparente. 
Deve acompanhar pratos de grande volume de sabor, como carnes de caça ou carnes vermelhas com molhos ricos... 
Forte Abraço!

Degustando o Sul da França!!!


 
Domingo que passou, quando acordei, pensei: “hoje vai ser um dia francês!” Mais precisamente um dia do Sul da França!!! 
Logo pela manhã experimentei uma iguaria que é de lá, a geléia de castanha, cremosa, saborosa, faz com que seu dia comece mais feliz!!! Me fez imaginar como seria passear por aquele belo lugar, que mistura pequenos e belos vilarejos com cidades médias e grandes, que tem até um toque de modernismo. A mistura da fresca brisa do Mediterrâneo com a magia da vinicultura francesa. 
Estava chegando o horário do almoço, pensei num dos pratos mais tradicionais da culinária do Sul da França, o cassoulet, original da região de Limousin, é preparado basicamente com feijão branco e carnes, que podem ser as mais variadas, como confit de ganso, confit de pato, lingüiças, salsichas, carne de porco e até mesmo perdiz ou cordeiro.
Chama-se cassoulet porque é cozido por horas em fogo brando numa caçarola. Bom... eu não tinha a cassoulet, mas tinha um Pic Saint Loup!!! Tradicional vinho do Languedoc e ótima opção para harmonizar com cassoulet, o meu era o Bergerie L’Hortus 2009, um vinho com muita fruta e elegância ao melhor estilo francês... Este Pic Saint Loup é importado pela de la Croix, e sai por R$ 79, sua base é feita de Syrah, Greenache e Mourvèdre. 
Enquanto bebia, passeava pela pequenas propriedades, conhecendo tradição francesa de produção do vinho, o esmero do produtor no cuidado da vinha, os métodos mais clássicos e ao mesmo tempo os mais modernos. Passear por aquelas terras cheias de magia! Incrível é que eu tenho certeza que um passeio desses não traz cansaço nenhum, só traz alegria e felicidade... 
Fotos: The Connexion 
A tarde se desenrolava preguiçosa e uma pausa para um doce a tornou ainda mais descontraída... era a vez de experimentar as Rousquilles Fondantes, com o perdão da expressão, essa rosquinha é extremamente macia e suave, com um leve toque cítrico que lembra um limão maduro. Doce na medida certa, daquela forma que desenha um sorriso no rosto e que fazem as mulheres suspirar... 
Já chegava o jantar...e eu a imaginar uma refeição em algum deck à beira mar, à beira do Mediterrâneo! Abri outra iguaria, o tradicional tapenade, patê de alcaparras, azeitonas e anchovas, forte e equilibrado na medida certa, suavemente salgado para que eu pudesse me sentir mais perto do mar... junto com ele abri um bom Fumée Blanc, o François Lurton 2010 (R$ 55 na Zahil), fresco como a brisa e com um toque herbáceo marcante, nuances de frutas cítricas complementavam nos aromas e sabores... Harmonizou perfeitamente com um peixe assado que fiz por aqui, recheado com ervas... Só para lembrar o Fumée Blanc é produzido a partir da maravilhosa Sauvignon Blanc, em se tratando de uvas brancas a minha preferida... 
Já foi para o Sul da França? Tem alguma história para contar sobre essa viagem? Sobre um Vinho que conheceu por lá? Os comentários são todos seus... 
Forte Abraço!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!