Especial Ururguai: Bodega Marichal

Realmente no Uruguai podemos dizer que o vinho tem o estilo determinado por seus produtores, a Marichal exemplifica muito bem este pensamento. Nela você encontra vinhos marcados pela elegância, elegância que sobrepuja em muito a esperada potência da Tannat. 
Isso vem da proposta do Enólogo e sócio da vinícola, o Sr Juan Andrés, muito capacitado e perspicaz por duas ou três vezes demonstrou a preocupação que tem com excesso de madeira nos vinhos assim como a possibilidade de um Tannat muito rústico, marcado por intermináveis taninos duros e verdes. 
Juan Andrés Marichal, Sócio e Enólogo
Ainda no vinhedo percebemos os cuidados para que a fruta seja colhida no seu auge de maturação a fim de proporcionar um belo vinho. O manejo e as técnicas de preservação contra as pragas e fungos são explicadas de forma clara e objetiva. 
Vinhedos Bodega Marichal
Depois uma rápida visita a cantina onde conhecemos as salas de barricas os tanques de cimento revestidos com Epóxi e o laboratório. Nesse momento percebemos a preocupação com a madeira, Juan chegou a ser taxativo que os principais vinhos da Marichal passam por barricas de primeiro, segundo e terceiro uso, tem o objetivo de dar complexidade ao vinho sem sobrepujar a fruta. 
Na sala de degustação, muito charmosa diga-se, nos contou como criou o inusitado Marichal Reserve Collection Pinot Blanc de Noir Chardonnay, um vinho que não quer ser rosé nem branco, marcado por uma mistura de aromas de frutas vermelhas e frutas secas, agradabilíssimo ao palato. Também nos contou as razões do corte de Pinot Noir e Tannat que produz e pudemos perceber também que a Marichal tem como um de seus valores a Inovação. 
Ainda experimentamos 03 varietais de Tannat, o Premium Varietal, o Reserve Collection e Grand Reserve. Todos numa ordem crescente de complexidade e elegância. Gostei muito do Premium Varietal, este tem um tempo menor de contato com as cascas no processo de vinificação, assim fica mais redondo e com uma carga tânica menor, nem parece Tannat, é um belo vinho para começar a conhecer a vitivinicultura uruguaia. 
Saí da Marichal impressionado, como meu amigo Alexandre Frias me avisou que seria... 
Forte Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!