Sabe o que é mais RIDÍCULO na Salvaguarda???

www.coisasridiculas2.blogspot.com
A Salvaguarda tem trazido muita repercussão negativa ao vinho brasileiro e sua imagem. Alguns donos de restaurante estão excluindo rótulos de suas cartas. Nas redes sociais a revolta é crescente e a imprensa especializada tem se manifestado contrária a medida. 
Eu, como todos que citei aqui, sou contra a limitação da escolha do consumidor. Só que não vou ficar aqui expondo minhas óbvias razões, afinal o mercado como um todo já está dando essa resposta. 
Só fico aqui pensando, com a seriedade que espero que o governo e a SECEX tenham, se não for pedir muito... Por que devemos ter uma Salvaguarda numa indústria que tem números tão modestos em termos de economia nacional? Correndo ainda o risco de retaliação sobre produtos que tem importância muito maior para a economia brasileira? 
Agora supondo que encontrasse argumentos suficientemente sustentáveis para aprovação da Salvaguarda para o vinho, então eu me faria a pergunta mais RIDÍCULA: Como a Salvaguarda vai beneficiar o produtor brasileiro se os vinhos produzidos nos países pertencentes ao Mercosul não serão afetados? 
Talvez o amigo(a) não saiba, mas os acordos comercias realizados pelo Mercosul não podem ser desrespeitados! Ou seja vinhos uruguaios, argentinos e chilenos continuarão gozando dos privilégios que já possuem! 
Assim, posso concluir, com boa probabilidade de estar correto, que a Salvaguarda vai privilegiar de fato os vinhos de origem Mercosul, incluindo os brasileiros, mas que estes dificilmente terão um substancial crescimento de mercado, já que quando falamos da relação preço x qualidade, também conhecido como custo-benefício, os importados são mais seguros e confiáveis, quero dizer, melhores. E antes que me digam que estou louco e irracional, o absurdo crescimento dos vinhos chilenos em nosso mercado é a comprovação destes argumentos... 
E ao fim de toda essa divagação chego a RIDÍCULA conclusão que a Salvaguarda não serve para o vinho brasileiro... e que os chilenos e argentinos devem estar esperando ansiosamente pela aprovação! Afinal o Brasil é um dos poucos países no mundo onde o consumo per capta cresce...
Forte Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!