Especial Uruguai: Abraxas 2002, o Vinho da Viagem!

foto: www.diariodebaco.com.br
A viagem para o Uruguai já era para lá de especial mas o domingo a noite reservava uma grande surpresa para eu e o amigo Alexandre Frias. Já havíamos decidido na quinta-feira que jantaríamos no El Fogón no domingo, a decisão foi tomada naquele noite no mesmo restaurante quando consultamos a carta de vinhos. 
O Abraxas 2002 é um vinho cultuado por alguns bloggers, eu entre eles e se não me engano foi o Sr Claudio Werneck, Le Vin au Blog, que nos apresentou. É um grande vinho que repousou 18 meses em barricas francesas novas e mais 12 meses em garrafa antes de ser comercializado. Porém aqui alguns detalhes são muito importantes, primeiro o rendimento das vinhas: apenas 35 hectolitros por hectare, semelhante aos rendimentos de Bordeaux. Segundo: as barricas francesas são de 300 litros, para 400 garrafas. Normalmente as vinícolas utilizam barricas de 225 litros, 300 garrafas. 
Esses detalhes demonstram o cuidado, o esmero na produção desse vinho e que acabou por gerar muita qualidade. Mas apesar disso quando pedimos o Abraxas, o simpático garçom Hernán não quis nos vender. Verdade! Ficamos incrédulos! Nunca tínhamos passado por essa experiência, nem poderíamos imaginado que aconteceria. E o surpreendente foi que ele não se satisfez quando insistimos, diria que ele foi extremamente combativo com seus argumentos, já que acreditava se tratar de um vinho complexo e difícil aceitação do público em geral. Acho que foi quando falamos que ele deveria decantar o vinho que Hernán desistiu e nos providenciou o Abraxas que, aliás, serviu com perfeição. 
Por tudo isso mas principalmente pelo que esse vinho apresentou na taça, o Abraxas 2002 foi o grande vinho da viagem! De cor rubi sem reflexos, com aromas intensos e complexos, frutas secas como tâmara, defumado, carne, couro e balsâmico. Na boca elegância! Difícil imaginar para um tannat, não? Mas é verdade! Corpo médio, acidez excelente, volume tânico finíssimo e presentes. Persistência excelente. Casou perfeitamente com o carre de cordeiro na brasa! 
Inesquecível! 
Forte Abraço!

2 comentários:

  1. Mon ami, ainda tenho duas garrafas guardadas e não te lembras, mas provaste no Desafio de Uvas ìcones que realizamos em 2009 na Zahil! http://falandodevinhos.wordpress.com/2009/10/01/uvas-icones-resultado-do-desafio/
    Abs

    ResponderExcluir
  2. Gde amigo,

    Eu me lembro sim... e se vc tem garrafas... abra! Está absolutamente fantástico!

    Forte Abraço!

    ResponderExcluir

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!