Celebrando com Cor 2008


Ganhei esta garrafa num sorteio quando participei de uma degustação promovida pela amigo Gustavo do Enoleigos. Ficou algum tempo na minha adega e finalmente o provei num almoço de domingo com a família. 
Foi uma excelente surpresa! Realmente o vinho honra seu rótulo e contra-rótulo que convida o consumidor a celebrar a vida com arte e de forma descontraída. 
Demostrou maturidade com sua cor rubi vibrante sem reflexos, aromas de especiarias marcantes como pimenta preta, canela e cravo. As frutas vermelhas estavam maduras mas bem discretas. Na boca corpo médio, boa acidez, taninos finos e macios e razoável persistência. Enfim, um vinho simples e agradável! Foi muito bem com macarronada ao sugo e porpetas. 
E não é coincidência ser mais um vinho brasileiro bem feito a partir do corte de Merlot e Cabernet Sauvignon, para os produtores nacionais pensarem... 
Por fim, uma opinião, eu não concordo com essa história que a uva emblemática do Brasil é a Merlot, prefiro muito mais os cortes nacionais com uvas de origem bordalesa, normalmente tem maior equilíbrio e também maior longevidade. 
Forte Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!