Montando a Adega 2013, Um Espumante Nacional Estrelado!


Tive o prazer de conhecer o amigo Tiago Bulla ano passado, autor do Universo dos Vinhos, numa viagem que fiz a Serra Gaúcha. Ele aceitou o convite para participar do Montando a Adega sem pestanejar e mandou bem indicando um espumante nacional: 
"Estimados amigos, é com muita satisfação que hoje escrevo um post no respeitado blog de meu amigo Cristiano Orlandi. A idéia é atender a uma causa nobre: publicar uma sugestão de um vinho no seu já conhecido guia “Montando a Adega”. O tema escolhido  deste ano foi “Que vinho você abriria para um amigo que ficou algum tempo sem beber e por que?” 
É curioso eu estar escrevendo este post já que este ano, em função de alguns probleminhas de saúde, eu acabei ficando forçosamente algumas boas e longas semanas sem beber nenhum vinho. E depois deste longo período achei que eu era merecedor  daquela que considero a mais perfeita das bebidas – o espumante. Afinal, quem me conhece sabe que minha sugestão não poderia ser outra, não é mesmo? 
Pois bem, este é um dos espumantes mais bem comentados da jovem produtora Estrelas do Brasil, um vitorioso projeto dos enólogos Irineo Dall’Agnol e Alejandro Cardozo focado na produção de espumantes de alta qualidade e com longo tempo de maturação e guarda (alguns superior a 6 anos). Este rótulo especialmente é um rose (bem ao meu estilo), 100% Pinot Noir da safra 2009,  elaborado pelo Método Tradicional com o uso de leveduras encapsuladas ficando em contato por 24 meses em maturação. Vamos ao líquido! 
Em taça, uma bonita cor salmão claro alaranjado, com perlage muito fino, intenso e barulhento. Aromas com muita complexidade, denotando notas cítricas de pitanga e tangerina, além dos aromas da fermantação como pão e notas amanteigadas.Em boca é um espumante harmônico e muito agradável. Excelente cremosidade aliada a um elegante frescor confirmando a percepção cítrica e acidez do nariz. Final bastante seco, com boa duração em boca remetendo à lembrança do mousse. Sem defeitos. 
Creio que é um belo espumante para o tema proposto pelo “Montando a Adega”: para quem ficou muito tempo sem beber, não vai decepcionar (com toda a certeza). É elegante, agradável e com bom potencial gastronômico. Um Brut de mão cheia e repleto de predicados positivos. E convenhamos: um espumante sempre é uma ótima opção não é mesmo? J 
Em tempo: o preço também é bastante convidativo. A caixa com 6 unidades custa 210 reais no site da vinícola. Em Porto Alegre é possível encontrar o espumante por 40 reais nas lojas do ramo. Relação custo-benefício acima da média, com certeza. 
Saúde a todos!" 
Depois disso... Forte Abraço!!!

Montando a Adega, Uma Carta de Vinhos...

foto: frasesdavida.wordpress.com
O leitor Luigui Monterarni não hesitou e enviou boas dicas, uma verdadeira carta de boas opções!!! Tem para todo gosto! E o Luigui mandou até alguns links para site de produtores com as referências dos vinhos, segue a lista!
"Segue minhas sugestões para o "montando a adega": 
- Espumante nacional: Miolo Cuveé Tradition Brut (Tiragem Atual 2011) R$ 30,00 na loja da Miolo online e de R$ 29,90 a R$ 40,00 no Pão de Açucar dependendo do dia e da promoção. 
Vinho Espumante Natural elaborado pelo processo clássico (Champenoise) de fermentação na própria garrafa e envelhecido por um ano sobre as próprias leveduras da fermentação, onde através da "Autólise" das mesmas confere a este produto uma complexidade particular. O vinho base é uma Assemblage de uvas Chardonnay e Pinot Noir. Sua produção é limitada, todos os anos é feita uma "tiragem" do número pré-determinado de garrafas. 
- Espumante importado: Freixenet Cordon Nero Brut (Cava) em média R$ 60,00
- Tinto Nacional: Minimus Anima 2008 / R$ 58,00 direto do produtor (Campos de Cima da Serra e Encruzilhada do Sul) - Cabernet Franc (50%), Cabernet Sauvignon (20%), Merlot (10%), Alicante Bouschet (20%) 
- Tinto importado: Rupestro Cardeto Sangiovese IGT / R$ 40,00 em média 
- Branco importado: Torresella Pinot Grigio Branco / R$ 40,00 em média 
- Rosé Importado: Esporão Vinha da Defesa Rose 2011 / R$ 58,00" 
Obrigado pela contribuição Luigui! 
Forte Abraço!

Montando a Adega 2013, Um Torrontés e Um Corte Chileno!!!

Entre bons amigos que fiz nas mesas e cursos de vinho, Gerson Yamauti é um deles, conhece bastante, e sempre tem a educação de esperar a pergunta antes de sair afirmando isso ou aquilo. Seguem as dicas dele, aliás Torrontés é a minha cara... 
"Para quem começa a montar a sua primeira adega ou procura vinhos de qualidade a custo acessível para abastecer a sua, aí vai um par de dicas abaixo de R$ 60:  
Tierra de Salta Torrontés 2011 - R$ 35 na Decanter. Um Torrontés de altura, com frescor na boca e aromas florais bastante intensos, com os cítricos em segundo plano. Ótimo para o verão e uma alternativa ao onipresente Chardonnay. 
Palo Alto Reserva (Cabernet Sauvignon - Carmenère - Shiraz) 2010 - R$ 45 na Ravin. Produtor pertencente ao grupo Concha Y Toro, produz esse corte que, pelo mesmo preço do Casillero Del Diablo, oferece resultado superior: corpo médio, acidez e equilíbrio ótimos, barricado na medida exata e sem arestas." 
Excelentes dicas e excelentes preços! Obrigado Gerson!
Forte Abraço!

Montando a Adega 2013, Uma Escolha Clássica, Malbec!!!


Conheci o amigo e sommelier Gabriel Raele na Rosso Bianco, loja e adega aqui de Jundiaí que frequento. E ele mandou um escolha clássica para o Montando a Adega 2013, um belo varietal de Malbec Argentino!!! Seria em homenagem ao novo Papa??? Vamos ao vinho!!! 
"Ramanegra Malbec 2010 – Mendoza, Argentina – R$ 46,00 (Rosso Bianco Adega & Espaço) – Import: Magnum Importadora 
Casarena Bodegas y Viñedos é um pequena vinícola em Mendoza que mantém um ideal de produzir pouco, mas produzir bem. Restringe sua produção ao máximo de um quilo por planta, numa área de 150 hectares de responsabilidade de Gabriela Celeste. Essa baixa produção resulta em vinhos encorpados e bem concentrados, cuidando sempre do equilíbrio. As linhas são poucas: Ramanegra e Ramanegra Reserva. O degustado foi da linha de saída e surpreendeu pelo sucesso que fez na degustação que participou. 
Apresenta aromas intensos de frutas pretas em compota e as clássicas notas de violetas. Sempre gostei de Malbec's sem madeira, acredito que são mais difíceis de enganar a qualidade e competência do enólogo. Tem bom corpo, com taninos de média intensidade e uma boa acidez. Equilibrado, deixando a boca pedindo mais um gole. 
Gostei dos aromas intensos e do equilíbrio final da obra.
Um bom vinho pela faixa de preço." 
Bela escolha! 
Forte abraço!

Montando a Adega 2013, Um Cava e Um Toscano!!!


O amigo Andrei Polessi, que manja muito de Champas... foi o primeiro a responder o pedido deste enoblogger... Mandou super bem indicando um Cava, Cavas sempre me agradam muito, e um belo tinto toscano, Viva a Itália!!! Seguem as Dicas: 
"Olha, eu indico uma cava que é de importação exclusiva do Pão de Açucar, o Clos de Torribas Brut da Pinord, Método Champenoise com corte Macabeo, Xarel O e Parellada. Sai por R$34 no pão e se comprado online, pelo site, acho que uma caixa com 6 sai por R$28 cada. Achar vinhos bacanas perto dos R$65 é mais fácil,...c/ um pouquinho mais, R$70 eu indicaria um Brancaia Toscano, mas tem a limitação dos R$65.... nessa faixa dos R$30, espumante, acho difícil ter coisa bacana. Essa cava me surpreendeu quando bebi pela primeira vez há 1 ano e meio, mais ou menos. Perlage finíssima, delicada. Mais honesta quem muitas champagnes q têm por aí... É isso. Abs!" 
O Brancaia é um belo vinho mesmo... Forte Abraço!

Montando a Adega 2013

O Montando a Adega começou em 2010, com um objetivo simples: indicar vinhos para o amigo que é inciante no mundo dos vinhos rechear sua primeira adega com bons rótulos de reconhecido custo benefício. 
A primeira regra estabelecida foi o preço, já que a idéia foi incicar para a primeira adega, limitei os preços em R$ 60, uma exceção aqui outra acolá é sempre bem vinda! E também estabeleci temas, como países. E os primeiros posts foram feitos por muitos amigos enobloggers, que contribuiram com ótimas dicas e fica sempre meu agradecimento público a eles. 
Neste ano de 2013 ajustei o preço limite para R$ 65 e uma nova proposta: "Que vinho vc abriria para uma amigo que ficou algum tempo sem beber e por que??? 
O teme vem ao encontro da minha pessoa, já que passo a quaresma sem beber, e é sempre legal retornar as atividades etílicas com um bom vinho e se tiver um bom preço melhor ainda! 
Além dos tradicionais enobloggers, convidei amigos particulares para enviar seus vinhos, suas dicas! São pessoas que conhecem do assunto e irão dar uma boa contribuição. 
Mas quero nesse post estender o convite ao amigo leitor, se tem algum rótulo campeão que não deixa de beber e tem prazer em oferecer aos amigos, envie para o e-mail: contato@vivendovinhos.com, publicarei com o maior prazer. 
Bom... daqui a pouco começam a vir as dicas... 
Forte Abraço!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!