Terranova Blanc de Blancs Brut


Inspirado numa certa mini série que passou (risos), experimentei nesse final de semana um espumante do Vale do São Francisco, gostei do resultado na taça, um belo custo-benefício. 
A Vinícola Ouro Verde pertence a gigante Miolo, conhecida de todos nós, fica situada na cidade de Casa Nova no interior da Bahia, mais precisamente no Vale do São Francisco, rio que cede suas águas para o sistema de irrigação por gotejamento utilizado por lá. 
A viticultura praticada na região é a conhecida por viticultura tropical e propicia duas colheitas por ano. A proposta da vinícola é produzir vinhos joviais, frutados e frescos. 
Todos os espumantes são produzidos pelo método Charmat, a segunda fermentação ocorre nos tanques de aço, exceto o Terranova Moscatel que é elaborado pelo método Asti. 
Bom, mas falando do Terranova Blanc de Blancs Brut, primeiramente um corte inusitado para o espumante, Verdejo, Chenin Blanc e Sauvignon Blanc, nenhuma delas é tradicional na elaboração de espumantes, mas o resultado foi muito bom. 
Na taça perlage de boa intensidade, cor amarelo palha e aromas nada tímidos que remetiam a frutas tropicais frescas como abacaxi. Nuances de pêssego e talvez algo floral completavam o painel. 
Na boca atendeu ao objetivo da vinícola, é jovem, é frutado e é fresco. Boa cremosidade com perlage, lembrança de fruta tropical  e boa acidez. Final mediano mas agradável. Acompanhou bem o início do churrasco, pão de alho, linguiça e mussarela foram bons parceiros do Terranova. 
Com certeza vale a experiência!
No site da Miolo a garrafa custa R$ 25 e ainda há opção de gfas de 250ml por R$ 12, uma bela compra. 
Forte Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Algum comentário? Fique a vontade!

Advertência

O conteúdo deste blog é destinado a maiores de 18 anos. Seja responsável, se beber não dirija!